Rousseau e as Artes

ousseau e as Artes foi o tema da palestra que faz parte do projeto filosófico Pensamentos Instigantes do mês de Agosto, ocasião em que Maria das Graças de Souza, professora de literatura, e o designer multimídia Guto Lacaz estiveram presentes discutindo as idéias e suscitando questões referentes ao pensamento do filósofo e sua relação com as artes como um todo.

Segundo Rousseau, as artes e as ciências não têm capacidade de transformar as pessoas porque provêm dos seus vícios e não das virtudes, inclusive diz que a arte é fruto do ócio. Guto Lacaz posicionou-se contra esta definição, afirmando que a arte é um ofício e, assim sendo, demanda muito esforço e empenho por parte de quem a realiza; embora concorde que os vícios realmente estão intrínsecos neste meio, a vaidade, por exemplo. Ele apresentou alguns dos seus trabalhos e exposições realizadas, falou sobre a sua carreira e dissertou sobre o design, reforçando a idéia de projeto, como já o sabemos.

Um pensamento sobre “Rousseau e as Artes

  1. Quando Rousseau defende sua visão sobre as artes, não diz apenas das artes plásticas, mas tem as artes como técnicas, diversas: a música, teatro, comportamento, belas-artes; que o homem produziu em acréscimo à sua natureza, chamada de cultura hoje. Resumindo, sobre a invenção do espírito humano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s